Um Blog que informa, esclarece, sensibiliza e inspira...

Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011
 
 

A Psicomotricidade pode ser definida como uma área que estuda e investiga as relações e as influências entre as funções psíquicas e a motricidade, promovendo o desenvolvimento biopsicossocial do indivíduo.

 

Constitui-se como uma resposta adequada às crianças e jovens que, independentemente da sua patologia, poderão aprender melhor através da acção, da manipulação de objectos, da simbolização, de actividades expressivas e do investimento corporal, como forma de superar condutas motoras inadequadas ou inadaptadas nas situações em que as suas capacidades não se estão a desenvolver de acordo com o seu verdadeiro potencial.

 

 

A intervenção psicomotora é indicada para qualquer idade, para crianças, adolescentes, adultos e seniores em geral, e em particular, aquelas pessoas que possam apresentar necessidades em diversas áreas:

 

- Ao nível corporal: problemas de equilíbrio, de coordenação, lateralidade, perturbações do esquema corporal, praxia fina e Perturbações espácio-temporais (entre outros aspectos motores)

 

- Ao nível relacional: dificuldades de comunicação e de contacto, timidez, instabilidade, agressividade, hiperactividade, impulsividade, dificuldade de aceitação de regras;

 

- Ao nível cognitivo: défices de atenção, dificuldades ao nível da memória, associações de imagens a objectos, problemas de leitura e de escrita.

 

 

Em intervenção:

A intervenção inicia-se com uma avaliação das competências Psicomotoras e outras áreas que sejam consideradas relevantes.

 Após a avaliação são definidos os objectivos de intervenção que poderão passar pelas seguintes temáticas:

  • Organização espácio-temporal
  • Lateralização
  • Equilíbrio
  • Capacidades perceptivas
  • Coordenação
  • Esquema corporal
  • Grafomotricidade
  • Atenção/Concentração
  • Memória
  • Raciocínio lógico

 

 A quem se destina?

Destina-se a crianças, jovens e adultos com:

 

- Dificuldades Especificas de Aprendizagem (dislexia discalculia, disgrafia);

- Hiperactividade com Défice de Atenção;

- Problemas de Comportamento;

- Perturbação do Espectro do Autismo;

- Défice Cognitivo;

- Dificuldades Intelectuais e Desenvolvimentais;

- Paralisia Cerebral;

- Atrasos do Desenvolvimento;

- Disfunções Motoras;

- Perturbação na atenção, no controlo motor e na percepção (DAMP);

- Défices de Atenção;

- Entre outros.

 

 

 

publicado por ipsicomotricidade às 01:32

.Inês Teixeira
.pesquisar
 
.Outubro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
29

30
31


.Guardados
2011

.Segue!
.Estatísticas

blogs SAPO


Universidade de Aveiro